Páginas

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Palavras soltas .

Palavras presas,desculpas perfeitas, fugas estreitas,sonhos inacabados, amores desprezados, pés cansados. Tudo que a gente precisa é do barulho da própria lágrima, é do ritmo da nossa respiração, é de cada segundo perdido, é da batida do coração. Alguns pulmões estão sujos e derrotados em bares nojentos e lotados, pessoas tristes e acabadas,pessoas que não amam,e que não são amadas. Eu até me contradigo enquanto digo que a realidade me acorda se dela me desligo. E eu precisei fugir, mas tudo foi atrás de mim,tropecei. Procurei esconderijo e me encontrei. Não tenho mais para onde correr,não tenho quem irá me socorrer.  Quando por fim me encontro segura, lembro-me do resto do mundo se perdendo da noite escura , e eu simplesmente sumo.
Damy'

8 comentários:

  1. Não, esse não é um poema vindo de uma menina de 16 anos, isso eh uma obra de arte vindo de uma alma enterna.
    LIndo!!!! é beleza rara este seu poema!!!!

    ResponderExcluir
  2. aah , posso confessar que me senti ?
    auhsaush
    mt mt mt obrigada meesmo *---*

    ResponderExcluir
  3. Damy, que coisa mais linda, incrivel, perfeito! e sabe o que eu mais gostei? que quando a gente lê em voz alta, tem ritmo, leveza e a gente percebe o quao verdadeiro ele é. parece até que é cantado de tao lindo que é!

    não sabia que voce escrevia tao bem! *-*

    BEIJOO*

    ResponderExcluir
  4. aah Flaviinha *-* mt mt mt mt mt obrigada '
    fiqueei encantada quando li seu comentário :)
    Beeijo'

    ResponderExcluir
  5. Parabéns Damy o seu poema é lindo!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns mocinha!! vc escreve mto bem! =)
    estou adorando o blog!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...