Páginas

terça-feira, 2 de agosto de 2011

O medo de amar

Ela pensava que ele nunca iria compreendê-la,
E não compreendeu.

Ela tentou explicar, mas ele estava tão no seu mundo, 
E ela no dela, 
Que a comunicação falhou, e não alcançou ninguém. 

É dai que as palavras, que ela insistia em dizer, chegaram até na garganta
E acabaram voltando como nódulos de lágrima, um bolo de tristeza.

Ela sabia que as palavras, que queria dizer, não iria a lugar algum, 
Iriam se perder no próprio sentido que elas não tinham 
E, então, se voltavam pra dentro com desentido também, 
Um dessentir porque é engolido sem ser mastigado.

Talvez fosse só ansiedade, talvez fosse angustia, talvez fosse TPM, 
Talvez fosse o medo de entender que falar às vezes,
Pode ser tão desnecessário quanto todo o silêncio que ela fez.  

Uma vez que o momento só pedia pra ela sentir, se lançar...
E isso era difícil pra ela, afinal,
Amor não há fala que se defina, 
Que se controla, 
Que se entenda, 
Que se domina

E isso ela não entendia bem.

----------
Nana Andrade

12 comentários:

  1. Olá Nana
    As vezes o meda e a insegurança, nos privam de viver um grande amor.
    Voltei.
    Obrigado por seu carinho.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. Então o que é o amor?
    Até que ponto devo amar alguém?
    Sabe que uma dia acreditei e simplesmente me envolvi, mas parece que as pessoas não estão preparadas para serem amadas, ou será é que nós que não sabemos amar direito, por que será que as vezes só descobrimos o quanto gostamos de alguém quando está longe e não na hora que ela está ali cheio de carinho para nos oferecer?

    ResponderExcluir
  3. Um dia acreditei que o amor era infinito, mas acabou.
    Acreditei no príncipe, por que não?
    Acreditei que ele era só meu,para sempre meu, mas eu perdi.
    Não sei o certo o que é o amor, não sei o certo se existe uma maneira correta de amar, não sei se o amor tem limites, mas tem fim, isto com certeza eu sei.
    Nunca tive medo, talvez hoje eu tenha, mas com tanto desencontro hoje eu vejo o amor assim, acredito ser que o amor é uma amizade linda, cheio de respeito, carinho, lealdade, companheirismo, de defeitos, de superação. Eu sei que o amor é lindo, emboras as vezes...

    ResponderExcluir
  4. Nana querida!

    Temos que colocar este medo de lado...o problema é que quase sempre ele é mais forte que nós...


    beijos e um lindo dia!!

    Bia

    ResponderExcluir
  5. Olá Anônimo,
    a resposta do que é o amor eu não tenho, creio que esta resposta é singular e individual, sabemos quando estamos amando..dificil é saber o amor acontece...essa é uma construção feita a dois...e dizem que o amor permanece a distância, porém não podemos deixar de lembrar que além do amor temos vários outros sentimentos arraigados em nós que impede de se lançar verdadeiramente..e isso é de cada um no tempo de cada um..

    E um aprendizado de cada...acho que a gente aprende a amar qd é criança e vai desaprendendo eqt crescemos...nos censuramos mut, estamos sempre medindo tudo...se antecipando por tudo...o medo do fim...

    Obrigada pela visita...fico feliz que se colocou em reflexão com este post.

    Beijos e volte sempre

    ResponderExcluir
  6. Oi Vi...
    tenho receio de tudo que possa ser quantificado, medido, conceituado.
    Sabe porque, acredito na transformação, na renovação. Se somos dinâmicos, porque o amor não seria?
    Talvez seja por isso que estamos sempre em dúvida do que é o amor. Ele é sempre algo novo..e, por isso, nunca sabemos sobre ele...este post é mesmo para nos provocar, nós adultos estamos sempre querendo saber o final..

    "Acredite no final, feliz.." Jorge Vercilho!

    Beijos com carinho, um amor que aprendi e nunca me perdi nele é o que sinto por vc minha irmã..

    bjs

    ResponderExcluir
  7. OI BIa, oi Wanderley, é uma honra tê-los neste espaço...beijos e obrigada por estenderem a reflexão..

    com carinho
    nana

    ResponderExcluir
  8. Amor nunca cabe na compreensão, essa é a verdade...

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Amor não é pra se compreender não ´-e mesmo Luna..
    obrigada pela visita

    Nana Andrade

    ResponderExcluir
  10. como dizia Vinícius :
    O amor é essa força incontida
    Desarruma a cama e a vida
    Nos fere, maltrata e seduz ...

    ah , o amor...

    linda reflexão !!!

    beijos com carinho especial

    ResponderExcluir
  11. Siga amando, vale a pena. Obrigada por seu carinho e suas verdades contadas no meu delírio da bruxa.
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  12. "às vezes o medo do fim paralisa o inicio..."

    Querida Nana,

    deixou lá em meu OLHAR esta frase que me fez pensar que já perdi algumas oportunidades de talvez um lindo amor por ter um medo louco do fim...

    Me fez pensar muito e começar a ter a coragem de mudar isto!

    Obrigada por ter me dado esta LUZ...


    beijos em seu coração!

    Bia

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...