Páginas

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

The life is what you do



De tanto viver em guerra com minha vida, resolvemos,numa conversa civilizada,que eu não reclamo mais dela  ela não tenta me derrubar. No inicio ela parecia irredutível e em todas as formas de negociação,ela tinha algo contra, fiquei desanimada e começamos a discutir. Foi quando eu decidi que assim não conseguiriamos nada, e ela me perguntou: "Afinal , o que você quer de mim?". Eu quis responder: "Tudo", mas disse: "Todos os seus jeitos de me fazer feliz". Ela meneou a cabeça e sorriu ironicamente, como eu tive ódio dela nesse momento ! Será que ela não percebia o quanto eu estava ansiosa por resolver nossos problemas? Eu me lembrei da velha frase que diz que "momentos desesperadores pedem medidas desesperadas", e, literalmente , gritei da maneira mais insana que fui capaz: "Tudo bem, você venceu, eu jamais reclamarei de você de novo, eu farei com que seu trabalho seja mais fácil,eu serei mais flexivel, eu serei melhor, mas pare por favor de ir contra mim, eu não sou mais forte que você!" . De inicio ela me pareceu bastante perplexa, então, do nada soltou uma gargalhada e disse: "Vamos ver do que você é capaz, se cumprir o que acabou de me dizer, eu prometo ser boazinha com você. Mas nem tente não cumprir, minha revolta é algo que você com certeza não quer ver,nem sentir.". Achei realmente assustador, mas nada me parecia tão ruim como a forma que ela vinha me tratando,então assinamos um contrato imaginário, apertamos as mãos e nos demos as costas. E então, de repente, eu havia prometido à vida algo do qual eu não sabia ser capaz de cumprir, meu Deus, o que eu fiz? Foi grande a vontade de me virar e grita-la , para dizer que eu não estava preparada para isso, dizer que na verdade eu nem esperava que ela aceitasse meu acordo, quando eu o gritei desesperadamente e sem respirar. De fato eu me virei para chama-la mas ela não estava mais lá. Vi-me sozinha, nas minhas mãos; a responsabilidade de um contrato com a vida. Decidi , por fim, que eu teria, de alguma maneira, que cumprir aquilo que havia dito. E eu ainda estou tentando. Penso em desistir 20 vezes por dia, e me lembro de continuar tentando 21. Não tem como voltar atrás, e pra ser sincera, nem sei se gostaria, porque a vida também esta fazendo sua parte. E eu sei que da mesma maneira que é difcil para mim, para ela também esta sendo,ela é egoista,orgulhosa e tem uma personalidade bem dificil. Ela esta sendo honesta e justa comigo, então eu serei honesta e justa com ela. E por enquanto, está dando certo.

2 comentários:

  1. Muito interessante o post, nos chama atenção para a vida, para as nossas infinitas reclamações.
    Quem nunca falou que a vida é complicada? Será que ela é, ou nós é que somos? Taí, também vou fazer um acordo vou parar de tanto reclamar, ou pelo menos eu vou tentar, vou para de perder tempo e curtir a vida pois ela é curtíssima

    ResponderExcluir
  2. Isso mesmo , Será que ela é complicada ou nós é que somos ? isso é realmente o que eu quis transmitir e você colheu isso de forma intensa, para mim é gratificante ler seu comentário ! Damy.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...