Páginas

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

O que fazer em momentos de crises?

Arquivo pessoal
Eu nao tenho vocação para heroi.

E acredito que  se o corpo pedir è melhor cessar o trabalho. 
Tenho como importante a pausa, o descanso, a reflexão.
E, se esta última também pesar, sugiro que desviem o pensamento, pensem em coisas triviais.

Nao adianta comer sem fome, seguir sem ânimo, nadar sem fôlego. 
Não gosto desse tipo de sacrifício. 
Não gosto de nenhum. 
Eles acontecem naturalmente, 
nao preciso buscá-los.
Assim, em momentos de angustias, de dúvidas e de medos, 
o impulso de saída pode ser o caminho a um penhasco.

É preciso suportar o estranhamento, é preciso buscar compreendê-lo.  

Aceitar a tormenta pode ser um bom começo para enfrentá-la e, quem sabe, alcançar a paz.


Nana Andrade

5 comentários:

  1. Nana querida! Antes de mais nada, que maravilhoso o seu comentário lá em meu OLHAR...você sempre me faz refletir profundamente! Muito obrigada!

    E agora, sobre este seu post:

    "É preciso suportar o estranhamento, é preciso buscar compreendê-lo.  Aceitar a tormenta pode ser um bom começo para enfrentá-la e, quem sabe, alcançar a paz."

    Que bárbaro o que escreveu!!! Que maravilhoso! Meus parabéns, E lhe digo, minha amiga...foi muito duro, mas eu consegui suportar e compreender o estranhamento...foi LIBERTADOR!

    Obrigada por tão sábias palavras!!!

    Beijos com muito carinho!

    Bia

    ResponderExcluir
  2. A Bia já leu seu texto umas 3 vezes prá mim... risos...
    Hoje eu quis vir ler de novo...

    suas palavras tem se tornado uma linda oração...

    obrigada por elas....
    beijo enorme nesse seu coração fantástico !!!!!

    ResponderExcluir
  3. Antes em  momento de crise, eu chorava quando tinha vontade de chorar, lamentava com os meus amigos e  não tinha vontade de fazer mais nada,  não tinha vontade de sair, então eu não saia.
    Hoje penso diferente, faço diferente.
     Saio mesmo sem ter vontade, é sempre bom ir em outros lugares, procurar se divertir, faz bem para alma.
    Não mais lamento com os amigos, mas sempre os procuro e converso com eles outros assuntos.
    Hoje eu sempre alimento, mesmo sem fome; saco vazio não para em pé.
    Hoje eu continuo minha jornada mesmo que na hora não dá animo: O TEMPO NÃO PARA E NÃO ESPERA.
    Hoje eu não choro diante da maioria das crises, mesmo que tenho vontade; eu busco motivos para sorrir.
    Eu rezo, e peço a Deus força para suportar o estralhamento, o medo e a angustia e no final sempre da certo!!

    ResponderExcluir
  4. Nana...

    passei prá deixar um carinho...
    tudo bem com você ???

    beijo imenso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Solange, obrigada, estou em um momento com acesso restrito a internet, mas espero de voltar logo, tanto pra retomar minhas leituras como escrever no meu blog.
      Beijos obrigada pelo carinho
      Nana

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...