Páginas

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Quando o "amor" gera dúvidas

Duvide de todo amor em que você apenas se doa...Quando a doação, no amor, pesa sugiro que põe na balança e retire um pouco de doação, pra ver se o amor fica mais leve!


Duvide, ainda mais, de todo amor em que você apenas recebe. Neste caso, o ditado popular da ociosidade da mente pode ser bem aplicada ao coração. 


Mergulhe em toda paixão radiante, mas saiba: ela vai passar! Eu disse, apenas, a paixão.


Cuidado para não confudir êxtase com felicidade, as duas até andam juntas, mas o primeiro tem pressa, chega tão rápido, como passam seus efeitos. A alegria não. Ela, por vezes, é silenciosa. Não é que ela esteja nas coisas simples, ela é simples!


O amor é fé, e só sobrevive pela crença humana, dúvida não é amor. Então, na dúvida, duvide também da sua dúvida..


 e, acredite nas suas possibilidades de viver um amor.




Nana Andrade


4 comentários:

  1. Primeiro eu amo a DEUS
    Segundo eu amo eu
    Depois eu amo você, seja você quem for...
    Tem que ser assim, mas nem sempre acontece, depositamos demais no outro,excessivamente.
    O que falta no geral é amor próprio, faltou para mim muitas vezes, a gente não aceita nossa imperfeição, nossas falhas e acaba doando demais ao outro, exigindo demais do outro, e tudo demais sobra, pesa, desequilibra a balança, então se perde.
    Antes de doar algo alguém, seja o que for, primeiro deve se doar, se permitir, se aceitar, então vai sobrar um parcela, de amor, respeito, a medida certa para não pesar nem de um lado nem de outro.

    ResponderExcluir
  2. E já que é pra ser sem peso, Vi, que tal tirar o "tem que ser assim"?

    O homem é um ser que tem a dimensão social, familiar, afetiva, pessoal e etc.
    Vamos aprender a olhar para o que deu certo... não vamos deixar que nossa reflexão se torne um peso que nos faça sofrer ainda mais...e que tal pensar que não precisamos criar um hierarquia para o amor....e amar Deus, eu, vc tudo junto...eu acho até que inverter o: as vezes, pode ser bom tb; afinal que mal tem?

    Numa relação temos a manina de achar que não deu certo por que erramos, ninguém se relaciona sozinho, se faltou maturidade da nossa parte, faltou da outra tb, que não soube compreender nossas falhas e fragilidades.. Nem sempre precisamos mudar por isso.. Talvez, apenas não encontramos a pessoa certa, alias, a pessoa, porque certo é um conceito perigoso.

    No mais, obrigada pela visita ao blog, e se gostou, recomende...
    Obrigada

    ResponderExcluir
  3. "...acreditar nas possibilidades de viver um amor."
    um grande amor, viver e conviver.
    ter e dividir.
    amar e repassar.

    bju gde
    Nâna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nana, brigada pela visita..é sim o amor não cabe em si mesmo, né?
      BJs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...