Páginas

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Acreditar no que há de bom

Era apenas um menino, mas tinha a mania de acreditar em todas as coisas boas que ouvia. Não que não se abalasse com as coisas ruins, mas apenas não lhes rendia fé.

Quando pequeno, as pessoas grandes lhe diziam que era um belo menino. Quando jovem lhe falavam que "ele poderia ser o que quisesse", e "que era responsável pelo amanhã", dessas coisas que dizem toda gente aos adolescentes. Mas ele acreditava..

Na faculdade, já com pequenos esboços de seus projetos lhe diziam que "haveria de ser o maior arquiteto se persistisse", desses comentários que ouvia de alguém que se quer entendia do assunto...

Mas ele acreditava em tudo que ouvia, em tudo que lhe parecia bom ele acreditava.

Isso porque não era quem falava, ou o que falava, mas o que ele próprio escolheu seguir e acreditar.

Ao fim da vida, não se tornou o melhor arquiteto, nem mudou o mundo, tao pouco, tenha sido modelo ou famoso por sua beleza.
Ele foi feliz, conquistou o que acreditou. Sua fé nas coisas boas lhe abriam portas que sustentavam seus projetos e seus sonhos, não realizou o sonho de todo mundo. Realizou seu sonho mais pessoal, e foi estímulo seguido por amigos e os mais próximos. 

Não era o melhor, nem nunca acreditou nisso. Era ele, sentia-se bem, estava feliz, se via bonito, amava os outros, e desenhou  plantas, plantou planos... e, no fim, construiu casas.

2 comentários:

  1. eu também que ser igual este menino e acreditar só no que é bom, acreditar sempre no melhor, mas as vezes é tão difícil!

    ResponderExcluir
  2. A vida não é uma festa, uma alegria o tempo todo. Ela é o que é. Por vezes estamos mais desanimados, mais decepcionados, perdidos e angustiados, n'outras somos movidas por grandes ímpetos de alegria, iniciativas e produtividade...
    Há períodos em que estamos doentes, outros gozamos de muita saúde.

    Há dias que o sol brilha radiante, há dias frios, cinzas e longos...

    É preciso nao precipitar, nem no momento de euforia, nem de grande tristeza...há sim momentos que desacreditamos...contudo todos nós temos imensas capacidades, e somos os primeiros convidados a acreditarmos em nós próprios.

    Acreditar vem do desejo. Incie por desejar coisas boas...a fé vem da vontade e não inverso...deseje e a fé em si mesmo e nas conquistas virá...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...