Páginas

quarta-feira, 3 de abril de 2013

O preconceito não é um problema

Antes que eu seja apedrejada com esta afirmação sobre o preconceito, convido-os a refletirem comigo.

Em momentos de raivas muitas pessoas já desejou matar outra, ela é assassina? 
Não, apenas se matarem.

Há muitas pessoas que pensaram em arrombar o banco, pegar frutas na casa do vizinho, pegar o sapato que  viu na vitrine, emfim... E por isso estas pessoas são ladras?
Não, se não roubarem nada.

Há companhei@s que quando vem um homem ou mulher bonita e por um momento @s desejaram, eles traíram?
Não, se eles não fizera além disso.

Emfim, poderia continuar a seguir com milhares de exemplos, mas voltando ao ponto, o preconceito.

Uma pessoa que pensa que num determinado país, etnia ou grupos só tem os estereótipos negativos divulgados na mídia ou por má experiências vivenciadas por alguns conhecidos . Essa pessoa é preconceituosa?
Não, se essa ideia for apenas um conceito a priori, ou seja, um conceito generalizado e formulado antes de conhecer realmente o país, ou grupos e etnias; e as pessoas que deles fazem parte. Não se os meios que elas têm informação lhes fazem chegar apenas estas noticias. Isso é muito comum com pessoas que tem pouco acesso a bons jornais, boas leituras. É o que pode se chamar de ignorância (não no sentido vulgar, grosso e burro, mas de falta de conhecimento). Mas contudo, quando tem a oportunidade de conhecer não se deixam levar por estas informações, podem até confrontar mas buscam conhecer as pessoas como elas são. Neste caso, estas pessoas não são preconceituosas.

Do contrário, quando uma pessoa estudada, que tem acesso a diversidade de informações na internet, age de modo preconceituoso, então, a esta podemos dizer que é preconceituosa, porque não teve respeito, mesmo tendo conhecimento. Quem age assim não é ignorante, é cego moralmente, é intolerante. Mas essa atitude revela mais da pessoa do que quem ela atinge.

O que pensamos só pode causar mal a nós mesmos, portanto, o preconceito ou pensamento a priori sobre alguma coisa ou pessoa é normal e humano, a pessoa preconceituosa pode pelos seus pensamentos se fechar há apenas um grupo pelos quais ela pode conviver com seus pensamentos e estar bem e feliz assim. Mas no confronto social ao agir com falta de respeito, ao violar regras sociais (no caso dos exemplos anteriores) essa pessoa está levando do seu mal para os outros. 

E isso sim é um problema.





2 comentários:

  1. Primeiro não dá para passar despercebido que este gatinho se parecesse tanto com maria, agora em relação ao texto,acredito assim que quando a pessoa tem certos pensamentos errados sobre algo sem ter o conhecimento real do caso, não pode afirmar que ela é preconceituosa, agora se ela critica, não respeita mesmo não tendo certeza se realmente tem fundamento o que a mídia fala, acredito que é preconceito sim, mas um preconceito baseado na ignorância( não no sentido vulgar, grosso e burro, mas de falta de conhecimento) como você mesmo afirma, mas quando a pessoa julga mesmo tendo conhecimento aí digo que está pessoa é mais do que preconceituosa, diria que é uma pessoa leviana.

    ResponderExcluir
  2. A palavra cai bem! Acho até que é redundante!

    Obrigada pela visita e participação!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...