Páginas

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Demonstrar o amor que suporta


Às vezes, amigos, parentes e colegas nos queixam de um mal estar e prontamente oferecemos ajuda, perguntamos se foi ao médico. Às vezes, eles se queixam de tristeza.. aí nós não sabemos o que fazer e, talvez por isso, nos afastamos.

Não sabemos lidar com tristeza, um sentimento tão humano e comum. E que tem direito de existir como qualquer outro. Ajudaria se as pessoas, cujos vínculos afetivos sejam significativos, demonstrassem pouco mais de cuidado, de amor de solidariedade. Não é preciso muito, apenas gestos de carinho, gestos de amor. As pessoas tristes precisam ser amadas, ainda que elas digam que não querem falar, ou querem estar sozinhas.

Nisto elas não, necessariamente, estão dizendo "afasta-te!". Mas talvez "me envergonho de minha tristeza", "não quero falar dos meus problemas" "não tenha pena de mim", pode ser outras coisas também, é claro!
Mas geralmente diante de pessoas que estão tristes nossa atitude é a de querer saber porque elas chegaram neste estado, ou seja, sem querer tornamo-nas culpadas pela própria tristeza. Ou ainda, dizemos frases prontas e quase nos chateamos por elas estarem tristes, obrigando-as a se alegrarem. Ou, realmente, temos tanta pena que também ficamos tristes.

Essas posturas em nada ajuda a pessoa que está triste, pelo contrário a faz sentir pior. É preciso aprender ser uma companhia calada, respeitar o sentimento sem fazer cobranças, mesmo porque não é hora de fazer cobranças.

É preciso demonstrar o amor que suporta.

Amar simplesmente e fazer sentir o amor. Isto provavelmente não trará a alegria de volta, mas será força para que a pessoa que está triste saiba que é amada, valorizada mesmo quando, aparentemente, não tem nada a oferecer.

Pensemos nisso!

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...