Páginas

quinta-feira, 6 de março de 2014

Como lidar com nossas fragilidades?

A fragilidade não é uma virtude nem erro. Ela é um estado, como tantas outras coisas.
Vê-se, às vezes, muita gente escusando-se atrás desta condição para  se justificar e, outrora até, envaidecer-se de sua pobre alma ou de outrem.
Ser frágil, assim como ser simples e humilde  não necessariamente fazem de você uma pessoa mais ou menos humana.

Fragilidade é muitas vezes fruto de traumas, medo e insegurança. E estamos todos sujeitos a isso. Quem nunca vivenciou consciente ou inconsciente uma situação traumática? Ou um momento de medo e insegurança? Os motivos podem ser os mais variados e cada um os vive à sua maneira.

Assim, aceitando tais estados como condição e não definição da pessoa que você é, já é um passo para não se deixar escravizar por esta condição. E, diante disso, não pare. Tenha medo, mas segue!

Ainda que inseguro, procure experimentar a firmeza. Dizem que o que somos vem de dentro. Mas pode ser que algumas coisas venham ou se mostram de fora, exatamente porque não nos conhecemos o suficiente. Portanto, Tentar demonstrar uma firmeza, segurança ou coragem que não sentimos diante de um determinado público ou situação pode ser a chave de entrada em um local em nós que ainda era desconhecido. É você se permitindo a driblar o estado que te mantém inerte.

Sim, porque não há nada mais inerte do que uma pessoa que se deixa guiar por sua condição de fragilidade. Ela não será capaz, nesta situação, de fazer qualquer mudança na sua vida. Vai estar sempre culpando os outros por tudo, ainda que indiretamente, já que não dispõe de muita força para confronto pacífico. E vai culpar os outro por tudo e com toda razão, porque se tal pessoa se deixar levar por sua condição de inércia (vamos dizer assim) os outros vão fazer o que lhe convém.  Não sabendo lidar com o confronto pacífico, saudável, pode estourar em crises histéricas ou dramáticas.

Por fim, saibamos que muitos daqueles que julgamos serem fortes, são na verdade guerreiros de sua própria fragilidade.






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...